Materiais/Cursos
- Pessoal
- Alimentação
- Extras
- Jogos e Esportes
- Informática
- Artes
- Telefônia
- Dinheiro
- Música
- Concursos
- Adulto
 
Dicas e Guias
- Artes e Cultura
- Ciências e Experiências
- Compras e Serviços
- Culinária e Receitas
- Dinheiro e Finanças
- Educação e Sabedoria
- Esportes e Jogos
- Estética e Beleza
- Estudos Bíblicos
- Fontes de Referência
- Games e Truques
- Histórias e Contos
- Humor e Piadas
- Internet e Informática
- Lazer e Diversão
- Limpeza e Consertos
- Mágicas e Truques
- Música e Instrumentos
- Saúde e Tratamentos
- Outros - Variados
Escreva uma Dica!
Mensagens
- Amizade
- Estudos e Cursos
- Humor
- Natureza
- Pessoa
- Reflexão
- Religiosa
- Saúde
- Vida
Envie sua Mensagem
 
Sites de Conteúdo Gratuito
- acesso grátis
- albúm de foto
- agenda virtual
- antivírus grátis
- bate papo
- blogs & Cia
- bookmarks
- brindes e prêmios
- cartões virtuais
- classificados virtuais
- cliparts grátis
- comparação de preços
- culinária
- dinheiro
- discos virtuais
- downloads
- drives
- ebook grátis
- email grátis
- educação
- empregos
- fontes grátis
- humor
- infantil
- jornal e revistas
- leilões virtuais
- lista de discussão
- música gratis cifra
- música grátis mp3
- namoro online
- tradutores online



Receba
Novidades em seu e-mail

Monte sua câmera
fotográfica
Material de Curso de como montar
sua câmera fotográfica Gratuita

 




Programa, o que voçê vai aprender:

  • COMO MONTAR UMA MÁQUINA FOTOGRÁFICA EM CASA
  • A CÂMARA ESCURA
  • FOTOGRAFIA PINHOLE
  • CONSTRUÇÃO DA CÂMERA PINHOLE
  • TAMANHOS & FORMATOS PINHOLE
  • COMO MANIPULAR E FOTOGRAFAR COM A PINHOLE
  • REVELAÇÃO E CÓPIA DA FOTOGRAFIA PINHOLE
  • COPIANDO NEGATIVOS
  • CÓPIA DIGITALIZADA
  • MATERIAS
  • CONSTRUÇÃO DO VISOR
  • IMAGENS &  EXEMPLOS

Introdução ao curso de montagem de câmera fotografica:

A máquina fotográfica pinhole (do inglês "pin hole" = furo de alfinete) foge à regra por ser produzida através de elementos artesanais simples, que nada fazem lembrar uma câmara fotográfica convencional.
Seu aspecto duvidoso vem, em princípio, da ausência de lentes. A câmara pinhole não possui objetivas, tendo em lugar delas um minúsculo orifício (pinhole) por onde a luz é captada para dentro. O resultado são imagens únicas, características próprias de uma pinhole e diferentes de tudo o que você já viu.
Com o advento da Internet, foi possível perceber o enorme interesse que este tipo de fotografia desperta em todo o mundo e o quanto esta idéia vem se propagando
A gente sabe que máquina digital é um barato. E que a melhor parte de tirar fotos com ela é que você pode ver as imagens logo em seguida. Mas, o que elas têm de legais e sofisticadas também têm de caras, né? Então que tal fazer, você mesmo, uma câmara em casa? Essa máquina se chama pinhole , que em português quer dizer furo de alfinete.

A pinhole pode ser feita com uma lata de leite em pó. No textinho aí embaixo, explicamos tintim por tintim como você pode fazer a sua. Depois de pronta, a câmara fica fechada, com um buraquinho feito com uma agulha. Esse buraco será o que chamamos de diafragma e é ele que vai controlar a quantidade de luz que entra na pinhole .

Com uma máquina fotográfica comum, a gente aperta um botão. Ele faz com que a máquina, que também é escura por dentro, abra um buraquinho, o seu diafragma. Por esse buraquinho, vai entrar luz. Como o filme que está lá dentro é modificado no contato com a luz, ele vai gravar a imagem que estiver na frente dele.

Com a pinhole é parecido. Só que em vez de filme, vamos usar papel fotográfico, que também é modificado pela luz. No momento em que deixarmos a luz entrar pelo buraquinho, ele vai gravar a imagem que estiver em frente.

Como o papel fotográfico é alterado pela luz, saiba que você nunca pode mexer nele na claridade para não estragar sua foto. Quando for colocá-lo dentro da lata, faça isso em um local totalmente escuro. O papel deve ser colocado dentro da pinhole , em frente ao buraquinho.

Lata bem fechada, hora de tirar a foto. Para isso, é só destampar o buraquinho e deixar a luz entrar. Se você estiver em um dia de muito sol, ao ar livre, cinco segundos com o furinho aberto bastam para registrar a imagem no papel. Se estiver na sombra, esse tempo tem de ser maior. Por isso temos que testar. A latinha deve ser posicionada em um lugar firme, como uma cadeira, e o furo não pode ficar virado para o sol.

Depois que você tiver feito a foto, não abra a latinha. Você pode levá-la fechada para um laboratório, para que o papel fotográfico seja revelado. Ou ainda tirar o papel da pinhole com o mesmo cuidado que teve ao colocá-lo, sem nenhuma luz. Guarde-o em um plástico preto, dentro de uma caixa fechada, onde não entre um fio de luz sequer. Assim você pode fazer outras fotos e levar todas juntas para revelar. As primeiras tentativas podem não dar certo, mas o legal é continuar testando.


Antes de darmos início à questão principal que é a produção de imagens fotográficas por um processo alternativo, vamos fazer
uma pequena introdução, buscando entender o princípio básico da fotografia que é a câmara (ou câmera) escura. Quando falamos em câmara escura, estamos nos referindo a um espaço interior, um compartimento fechado. Uma câmara escura pode ser, por exemplo, um quarto fechado, uma caverna, uma caixa ou mesmo o interior de uma lata. A luz procedente de um objeto iluminado e que, através de uma pequena abertura, penetra o interior de uma câmara escura, reproduz lá dentro, em sua parede oposta à abertura, uma imagem invertida deste mesmo objeto.

A CÂMARA ESCURA

O fenômeno da câmara escura talvez acompanhe o homem desde os primórdios das cavernas.
Na Grécia Antiga, Aristóteles já se referia à câmara escura como instrumento de observação de eclipses solares.
Na Idade Média este fenômeno foi também conhecido e estudado, mas só a partir do século XV os estudiosos passaram a dar
mais atenção a este fato mágico. Leonardo da Vinci, gênio da pintura, foi também um sábio que se dedicou ao estudo de diversas ciências. Examinou o fenômeno da câmara e demonstrou as possibilidades no uso para o desenho, facilitando enormemente a reprodução das imagens por esta produzida. O termo "Pinhole" apareceu ainda no século 19, criado por David Brewster, um cientista inglês, que foi, possivelmente, o primeiro a fazer imagens fotográficas com uma câmera escura usando o pinhole. Daí para frente a tendência foi cada vez mais o aprimoramento da caixa. No sentido de melhorar a qualidade e facilitar a visualização da imagem, no lugar da pequena abertura foi colocada uma lente biconvexa.



Página Anterior
Próxima Página
voltar próximo
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8

 
 

 

IdealGratis.com © Copyright - Todos os direitos reservado aos seus respectivos Autores. - Envie seu Material - | Parceiros
Escolha seu Idioma:
English (British)
Spanish
French
Italian
Deutsch